Cat-1

Cat-2

Cat-3

Cat-4

» » Ônibus do Pacto de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher chega às comunidades de Ribeiro do Mel e Vila Mendes

Nesta terça-feira (16), o Governo do Estado de Pernambuco, por meio da Secretaria Estadual da Mulher (SecMulher) e da Comissão Permanente de Mulheres Rurais, e a Prefeitura Municipal de Limoeiro, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania (SDSC) e da Secretaria Executiva da Mulher (SEM), promoveram uma ação voltada às mulheres da zona rural: "Violência contra a Mulher não dá frutos". Através do ônibus do Pacto de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher, que chegou ao nosso Estado por intermédio da Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres, os governos estadual e municipal promoveram rodas de diálogo com as moradoras das comunidades de Ribeiro do Mel e Vila Mendes.

Ao todo, mais de 100 pessoas, incluindo mulheres e estudantes, foram beneficiadas com esta iniciativa na Princesa do Capibaribe. As cidadãs ficaram a par dos seus direitos nos âmbitos da Defesa do Consumidor, através do Procon Limoeiro, da Saúde, por meio dos Postos de Saúde da Família locais, e da Assistência Social, por intermédio do CRAS I - São Sebastião e do CRAS II - Frei Estêvão, cujas áreas de abrangência incluem a Vila Mendes e Ribeiro do Mel, respectivamente.

"Este ônibus veio ao nosso Estado graças a uma reivindicação das mulheres do campo à então presidenta Dilma Rousseff, em 2011, lá em Brasília. Esse movimento ficou conhecido como 'Marcha das Margaridas' e reuniu cerca de 50 mil pessoas. Elas pediram uma unidade móvel que deixasse as mulheres cientes dos seus direitos e convictas de que devem ser felizes e ocupar espaços. Cada Estado teve direito a dois ônibus. Cada veículo tem duas salas e uma cozinha e atende as mulheres do campo", explicou a coordenadora da SecMulher 4 de Pernambuco, Taysa Andrade Soares.

"Foi um investimento federal, portanto trata-se de um retorno dos nossos impostos. Através desse ônibus, o governo chega à zona rural e forma cidadãs e cidadãos conscientes. Nas rodas de diálogo, as mulheres ficam sabendo como procurar ajuda e como ajudar quem precisa", sinalizou a secretária executiva da Mulher de Limoeiro, Úrsula Nunes.

"O CRAS cuida para que os direitos de vocês, enquanto família, pessoas e cidadãos, seja garantido e não seja violado. É o direito à Saúde, à Escola, à Assistência e ao fortalecimento dos vínculos familiares. Tem atendimentos de psicóloga, duas assistentes sociais, que ajudam os moradores da comunidade, e duas agentes sociais, que trabalham diretamente com a comunidade, além de profissionais de limpeza, da parte administrativa e da coordenadora. Existe uma equipe bem ampla para atender qualquer necessidade. Em nossa cidade há quatro CRAS: Frei Estêvão, São Sebastião, Sinhazinha e Santana", destacou a psicóloga do CRAS Frei Estêvão, Larissa Lucena, em conversa com os moradores.

Larissa também mencionou o Conselho Tutelar, que trabalha especificamente com crianças e adolescentes, e a diferença entre CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) e CREAS (Centro de Referência Especializado em Assistência Social). O primeiro atua para prevenir situações de risco, através do monitoramento de famílias, e o segundo oferece atendimento especializado a pessoas que já estão comprovadamente em situação de risco ou vulnerabilidade social.

"O Procon é um órgão estadual que visa garantir os direitos do consumidor. As relações de venda, compra, troca e empréstimo são amparadas pela lei. A partir do momento em que um direito seu é violado, você pode reclamar no Procon. Lá a gente colhe a informação, identifica quem violou o direito, chama para uma conversa, aponta soluções e tenta um acordo. Você pode ir ao Procon, por exemplo, quando paga a conta de energia e tem a luz cortada ou quando você compra um celular e esse aparelho, mesmo novo, apresenta defeito", apontou a advogada conciliadora do Procon Limoeiro (Programa de Orientação e Proteção ao Consumidor de Limoeiro), Glória Albanez.

O Procon Limoeiro, vale lembrar, está situado na Rua Vigário Joaquim Pinto, em frente à sede do Centro Limoeirense. O horário de funcionamento é das 8h às 12h.

Fotos: Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania e Wilker Matos/Secretaria Executiva de Imprensa e Comunicação


«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

About the Author tvfolhadelimoeiro

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

Nenhum comentário

Leave a Reply

NOTICIAS DA REGIÃO

NOTICIAS PELO BRASIL

NOTICIAS PELO MUNDO

Cat-5

Cat-6

ESPORTE E CULTURA