Cat-1

Cat-2

Cat-3

Cat-4

Latest Posts

 


Devido à contaminação de alguns alunos pela covid-19, as aulas presenciais para as turmas de 3º ano do ensino médio do Colégio Damas, localizado no bairro das Graças, Zona Norte do Recife, estão suspensas pelos próximos 14 dias, a partir desta quinta-feira (22).  

A escola voltou a receber os estudantes no último dia 13, quando o retorno estava autorizado pelo governo estadual para os 2º e 3º anos dessa etapa da educação básica. Na última terça-feira (20) retornaram os adolescentes do 1º ano.

"Nesta quarta-feira (21), a direção do Colégio Damas foi notificada que alunos da 3ª série do Ensino Médio testaram positivo para Covid-19. As pessoas que tiveram contato com eles já foram comunicadas sobre o resultado e receberam a orientação de ficarem em isolamento e realizarem o teste. Estamos cientes de que essa contaminação ocorreu antes do retorno às aulas presenciais, durante um encontro entre os alunos fora do ambiente escolar", diz o colégio, em nota.

"Seguindo rigorosamente o protocolo de saúde e segurança da Rede Damas Educacional, validado por especialistas, além das orientações de autoridades de saúde do Estado, as aulas presenciais das turmas da 3ª série do Ensino Médio estão suspensas a partir desta data e continuarão de forma remota. A medida preventiva vale até o dia 2 de novembro", complementa a escola.

O colégio tem 150 alunos do 3º ano. Cada turma foi dividida em duas. Enquanto metade fica em casa acompanhado as aulas de maneira remota, o outro grupo está presencialmente na escola. O rodízio de cada grupo é semanal.

A informação é que um dos alunos contaminado teria participado recentemente de uma festa com outros colegas da escola. Esse primeiro jovem a adoecer foi apenas um dia para a escola, justamente no primeiro dia de retorno, na semana passada.

Na preparação para a volta do ensino presencial, o colégio investiu em reestruturação física e no cumprimento de todo o protocolo setorial para educação. Entre as novidades na infraestrutura houve a colocação de estações de higienização e triagem, disposição de mais de cem dispensers de álcool em gel, kits de pias volantes e orientações de uso e higienização dos espaços. O Damas também criou um protocolo próprio de retomada, chancelado por dois médicos e uma biomédica.


https://jc.ne10.uol.com.br/colunas/enem-e-educacao/2020/10/11988229-colegio-no-recife-suspende-aulas-por-14-dias-porque-alunos-estao-com-covid-19.html

 


Um relógio personalizado que marcava hora e a temperatura foi instalado no canteiro da Praça da Bandeira durante a semana pela   Mauriceia Empresa de Alimentos da Região.

Dias depois a mesma empresa foi obrigada a retirar o mesmo Relógio a mandado da secretaria de infraestrutura do município sem uma satisfação ou explicação a população.

O detalhe é que o Relógio foi instalado durante a semana e acredita-se que com o consentimento da secretaria de infraestrutura, pois passou-se mais de uma semana para ser instalados tempo suficiente para o município saber da instalação do objeto.

E no dia de hoje menos de uma semana de funcionamento, o Relógio e mandado ser retirado pela empresa por determinação da mesma secretaria de infraestrutura.

Buscamos informações junto a Secretaria de comunicação do município informação sobre qual a real situação e o porquê a retirada e até o fechamento desta matéria não recebemos resposta oficial do Município.






 


O programa Balcão de Direitos, da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), leva no próximo sábado (02/10) serviços gratuitos de emissão de segundas vias de certidões de nascimento, casamento e óbito, para a população do Ibura, no Recife. A ação, realizada pelo Programa Governo Presente, será realizada na Escola de Referência Professor Jodão Emereciano, localizada na Avenida Santarém, s/n, UR-02, das 8h às 12h.

Para participar, os interessados deverão realizar o pré-agendamento no site PE Cidadão (https://pecidadao.pe.gov.br/#/agendamento). A ação atende todas as medidas de prevenção estabelecidas pelo Governo de Pernambuco no combate ao novo coronavírus, tais como: uso obrigatório de máscaras faciais, distanciamento social, disponibilização de álcool a 70%, aferição de temperatura e frequente higienização do ambiente, dentre outros. 

No dia da ação, a população que optar pelo atendimento de certidões de nascimento, casamento e óbito deverá comparecer ao local de posse do documento antigo ou de identidade, original ou xerox. Na ocasião, também serão realizados serviços para certidão negativa de roubos e furtos de veículos, seguro desemprego, emissão de carteira de identidade 1ª e 2ª vias (sendo a 1ª via gratuita e a partir da 2ª será preciso pagar uma taxa), atendimento com a Compesa, Procon-PE, Detran, orientação ao empreendedor, recebimento da carteira de trabalho e outros.

Serviço: 


Data: 02/10/2020

Local:  Escola de Referência Professor Jodão Emereciano

Endereço:  Avenida Santarém, s/n, UR-02

Horário: 08h às 12h 

 


A partir da próxima segunda-feira, entre outras determinações, estará autorizada a retomada dos eventos culturais e sociais com público limitado nessas cidades

 

O Governo de Pernambuco, após análise do Gabinete de Enfrentamento à Covid-19, anunciou, em coletiva de imprensa, nesta quarta-feira (30.09), avanços nas Gerências Regionais de Saúde (Geres) V, VI, VII, VIII e XI para a Etapa 9 do Plano de Convivência com a Covid-19. A determinação começa a valer na próxima segunda-feira (05.09). A medida é direcionada a municípios do Agreste e do Sertão do Estado, cujas cidades polo são Garanhuns, Arcoverde, Salgueiro, Petrolina e Serra Talhada.

 

Dessa forma, fica autorizada a retomada dos eventos culturais e sociais, limitados a um público de até 100 pessoas ou 30% da capacidade dos espaços (o que for menor). Esse avanço permite, ainda, o funcionamento de equipamentos culturais como cinemas e teatros, que poderão reabrir sob a adoção de novos protocolos de distanciamento social, higiene, monitoramento e comunicação. “Os dados dessa semana continuam a demonstrar uma tendência de estabilização e queda, o que permite confirmar os avanços que tínhamos programado”, afirmou o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach.

 

As Geres que já avançaram para a Etapa 9 na última segunda-feira (municípios do Grande Recife, Zona da Mata, Caruaru e entorno) vão continuar no mesmo estágio por mais uma semana. Seguindo a mesma lógica de monitoramento durante um período de 15 dias, as Geres IX e X, que reúnem 23 cidades do Sertão, entre elas Ouricuri e Afogados da Ingazeira, permanecerão na Etapa 8 na próxima semana.

 

Os protocolos dos setores já autorizados a voltar estão disponíveis no site www.pecontracoronavirus.pe.gov.br, na seção Convivência. Já o status de cada município, dentro do nosso plano, também pode ser conferido no site da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco: www.sdec.pe.gov.br.

 

SAÚDE – Segundo o secretário estadual de saúde, André Longo, Pernambuco vivencia um momento epidemiológico em que os indicadores se encontram em um patamar de controle. “Desde o início de setembro, mesmo após a retomada de vários setores, voltamos a registrar menos de mil casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) por semana: foram 973 na 1ª semana do mês e 717 na Semana Epidemiológica (SE) 39 – número menor do que o registrado na semana epidemiológica 14 (final de março e início de abril - 774)”, argumentou o secretário.

 

Ainda de acordo com André Longo, a positividade nos testes para Covid-19, que na SE 17 (19 a 25/04) foi de 57,7%, caiu para 11% na última semana (SE 39).  Já a taxa de mortalidade, que teve pico de 86,4 por milhão de habitantes em maio (SE 19), caiu para algo próximo a 3 por milhão nas últimas semanas. “Isso tem impacto direto nos indicadores hospitalares, já que mais da metade do total de vagas destinadas a pacientes com suspeita da Covid-19 está livre agora, os leitos de UTI adulto têm ocupação de 65% e os pediátricos e neonatais estão com ocupação de 60%”, apontou.

 

No entanto, o secretário reforçou que os indicadores positivos apresentados hoje não autorizam as pessoas a fazer aglomerações e abrir mão do uso de máscara e dos novos protocolos de convivência. “Muito pelo contrário. Para a continuidade da queda dos números e, consequentemente, para termos menos mortes e mais avanços em nosso Plano de Convivência dependemos apenas das nossas próprias atitudes”, finalizou.

 

EDUCAÇÃO – A partir da próxima semana, Pernambuco dá início à retomada das aulas presenciais. Elas devem acontecer de forma escalonada, opcional e também com novos protocolos, que incorporam ao dia-a-dia escolar o uso de máscara, o distanciamento social e o reforço da higiene, além do monitoramento e da testagem.

 

O secretário estadual de Educação e Esportes, Fred Amancio, destacou que se trata de uma autorização que foi concedida pelas autoridades sanitárias do Estado e que estão sendo tomadas providências. “Não importa se é escola pública ou privada, para que se possa avançar nesse processo, devem ser atendidas as recomendações e medidas que estão sendo estabelecidas no protocolo. Estaremos trabalhando com uma quantidade menor nas salas de aula. E, falando um pouco da nossa rede pública estadual, foi feito todo um trabalho para que essas escolas tenham todo um estoque do álcool em gel”, apontou o secretário.

 

Com relação a esse protocolo, o secretário esclareceu que é um documento que pode ser permanentemente aprimorado. “Recebemos sugestões, analisamos em conjunto com a Secretaria de Saúde e a maior parte delas não trata da inclusão de novos itens, mas de um detalhamento com relação aos já existentes. A partir de um trabalho feito em parceria com uma série de instituições, está sendo adotada uma ampliação, uma série de medidas nesse protocolo que, na realidade, são orientações, informações a procedimentos relacionados à questão de monitoramento e testagem”, explicou Amancio.

 

Sobre a questão da testagem, o secretário de Educação lembrou, ainda, do novo centro que será implantado para os profissionais de educação. “É importante destacar que, para os profissionais da educação, está sendo criado um novo centro de testagem em parceria com a Secretaria de Saúde, que vai funcionar em sua sede, na Várzea. Os profissionais e seus familiares não terão que utilizar apenas esse local, mas também poderão utilizar toda a estrutura existente”, concluiu.

 

Fotos: Aluísio Moreira/SEI


 MPPE se reúne com Secretarias Estaduais de Saúde e Educação e SINTEPE para verificar as condições sanitárias do retorno gradual às aulas presenciais

Por meio da 11ª Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde da Capital, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) convocou as Secretarias Estaduais de Saúde (SES) e de Educação (SEE) e Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (SINTEPE), nesta quarta-feira (30), após receber denúncia via Ouvidoria de que não estava sendo comprovado o cumprimento das medidas sanitárias para o retorno gradual às aulas presenciais, como estoque de álcool em gel, dispensadores e materiais de higiene e limpeza e a estrutura das escolas. A audiência ocorreu nesta quarta-feira (30), por meio de videoconferência.

De acordo com a 11ª promotora de Justiça de Defesa da Saúde da Capital, Maria Ivana Botelho, as secretarias estaduais apresentaram esclarecimentos sobre o entendimento positivo para esse retorno gradual bem como apresentaram as ações que vêm sendo tomadas para o cumprimento das medidas sanitárias, necessárias a evitar o contágio de COVID-19. Por sua vez, os representantes do  SINTEPE, professora Ivete Caetano e o advogado Breno Pérez vão entregar ao MPPE estudos técnicos epidemiológicos, realizados por pesquisadores integrantes da Rede Solidária em Defesa da Vida, nesta quinta-feira (1º/10).

Na ocasião, o Secretário Estadual de Saúde, André Longo e a Secretária Executiva de Vigilância em Saúde, Luciana Albuquerque, esclareceram que a decisão do Governo de Pernambuco, de dar início à retomada gradual das aulas presenciais e fiel cumprimento do plano de convívio da Covid-19, foi feita com base nas análises epidemiológicas, que já apontam para manutenção do percentual de internações em UTI e queda na ocupação de enfermarias por pacientes com Covid-19, mesmo com o fechamento de leitos e desativação de algumas unidades de hospitais de campanha.

A Secretaria Estadual de Saúde também informou a ampliação da testagem, com a abertura de um posto na sede da Secretaria Estadual de Educação, na Várzea, destinado aos profissionais de educação, assim como a disponibilização da uma unidade volante, além dos postos do Centro de Convenções, no Ceasa e Cefospe, que são fora das unidades de saúde.

Quanto aos materiais, o Secretário Estadual de Educação, Fred Amâncio, prestou os esclarecimentos sobre a compra de álcool em gel e dispensadores pelas unidades educacionais com recursos do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), como também houve reforço de recursos da União e do Tesouro Estadual, para ampliar os estoques. Os totens já foram distribuídos para serem colocados nas portas de entradas. Também foram adquiridos para distribuição para alunos, professores e profissionais das escolas, máscaras de tecido e, especificamente para professores e demais profissionais, os protetores faciais.

Explicou ainda que foi feita uma reunião com as empresas terceirizadas que cuidam da limpeza das unidades de ensino, para um maior aporte de material de limpeza e higiene. Além disso, a Secretaria de Educação informou que as escolas estão sendo estimuladas a disponibilizar pias extras fora dos banheiros.

O secretário de Educação explicou, na reunião, que a escola só reabre se tiver todos os itens. Algumas estão inclusive em obras e não vão poder abrir no dia 06 de outubro. O calendário é geral e os casos isolados vão ser tratados nas suas especificidades.

Por fim, no caso da falta de água nas escolas, a Secretaria de Educação informou ainda que estão sendo articulados os abastecimentos por meio de carros-pipas. E nos casos de falta d’água em algumas regiões do estado, se necessário, as aulas serão suspensas.

Apresentação de sintomas – Durante a reunião, foi reforçado junto ao MPPE que no caso de alunos, professores e demais profissionais apresentarem sintomas, estes devem fazer contato com o Atende em Casa (Aplicativo), ou procurar um médico ou a unidade de saúde mais próxima da residência. Comunicar à escola que vai fazer o exame, e no caso positivo informar o resultado para que a escola adote as medidas sanitárias indicadas.

Se a comunidade escolar verificar o não cumprimento das normas sanitárias, registrar a demanda nas Ouvidoras das SES e da SEE.

Atenciosamente,
Assessoria de Comunicação do MPPE

NOTICIAS DA REGIÃO

NOTICIAS PELO BRASIL

NOTICIAS PELO MUNDO

Cat-5

Cat-6

ESPORTE E CULTURA